Os vereadores do PS voltaram a sugerir que a câmara da Póvoa lance concursos de ideias para projetos de obras da responsabilidade municipal. A propósito da aprovação da continuidade da colaboração com o arquiteto Rui Bianchi, o socialista Miguel Fernandes defende o fim do ajuste direto. O presidente Aires Pereira não concorda e lembrou as mais-valias trazidas pelos vários projetos de Rui Bianchi, que aufere uma avença de 1500 euros mensais como assessor do município. O autarca do PSD avisou que não está disponível para acolher esse apelo da oposição. Aires Pereira no final da reunião do executivo.

PARTILHAR