Há notícia de mais um multibanco que foi pelos ares de madrugada, desta vez em Vila do Conde. Uma fonte da GNR adiantou que os ladrões utilizaram explosivos em Vilar, mais concretamente no edifício da Junta – a freguesia pertence à União com Mosteiró – onde estão os correios, o salão nobre e o gabinete de atendimento. Tudo ficou destruído numprejuizo avaliado por Amândio Couteiro, presidente da Junta, em 40 mil euros. O alerta foi dado às 4h24. A investigação passou para a alçada da Polícia Judiciária. Ouça declarações nos noticiários.

PARTILHAR